“Tortura” e “desilusão”: Jéssica Fernandes está perturbada e em profundo sofrimento

Jéssica Fernandes diz que o silêncio que a noite lhe traz lhe “inquieta a alma” e a “perturba”. Sem conseguir dormir, a ex-concorrente do “Big Brother” fala em sofrimento, “tortura” e “desilusão”.

09 Mai 2021 | 21:30
-A +A

Jéssica Fernandes deixou os fãs preocupados na sequência de um desabafo deixado no Twitter. Nesta rede social, a ex-concorrente das edições do “Big Brother” subintituladas de 

Separada de Renato Ribeiro, com quem se envolveu no reality show da TVI, Jéssica Fernandes escreve que “o pior de tudo é a noite”. “A noite é que ainda não me habituei a passar em silêncio. Ainda custa, ainda me inquieta a alma, ainda me perturba. Mas vai-se passando. Todas as noites passo-as em claro e todas as noites passo a mesma tortura até a luz do dia trazer um fim ao meu sofrer”, lamenta, sem justificar o que provoca tanto mal-estar.

Logo depois, a fadista pede aos seguidores que soma no Twitter para que não a “percebam mal”. E dá novos detalhes: “Se há algo que aprendi é que sou feliz. Mas há dias melhores e piores, para não dizer fases até.” Jéssica Fernandes chega mesmo a falar em deceção. “E lidar com a desilusão é sempre algo que o meu coração não sabe como fazer senão sofrendo… E dói mais em especial à noite, quando os pensamentos se vão reduzindo ao mesmo”, desabafa, uma vez mais sem elucidar quem a acompanha nas redes sociais do motivo do seu sofrimento.

 

Jéssica Fernandes denuncia assédio sexual: “Sortudo do gajo que te tem de quatro”

 

Também no decorrer desta semana, a ex-concorrente do “Big Brother” utilizou as redes sociais para denunciar o assédio sexual de que é alvo por intermédio da Internet. A jovem partilhou com os fãs duas mensagens recebidas de um homem que a própria apelida de “comentários nojentos”.

“Esse rabo ao vivo é melhor do que na TV” e “Passear esse rabinho no Fórum Algarve… Sortudo do gajo que te tem de quatro” foram as observações deixadas, de forma privada, a Jéssica Fernandes. Esta não se conteve e respondeu publicamente: “Epá, por amor de Deus… Rapazes, se acham que eu acho interessante receber mensagens destas, saibam que me sinto extremamente desrespeitada… Uma coisa é darem um elogio, outra coisa é serem ordinários”.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top