Pedro Lima revela porque é que nunca foi entrevistado no Alta Definição

Sem papas na língua, Pedro Lima revela porque é que nunca aceitou sentar-se no sofá de programas intimistas como Alta Definição e Conta-me como És.

09 Ago 2019 | 17:55
-A +A

Não é todos os dias que uma celebridade assume com naturalidade que uma das contrapartidas da fama é a exposição da intimidade. Num longo testemunho, e depois de um post no Instagram em que foi elogiado pela sua «humildade», Pedro Lima explica porque é que tal nunca foi um fator de incómodo.

«Nos tempos que correm, quem escolhe ser actor e trabalha em televisão tem de estar preparado para partilhar bastante verdade sobre a sua vida. Não podemos viver a ocultar o que é a nossa vida pessoal com o objectivo de cultivar uma imagem postiça e criar em quem se interessa por nós a ilusão de uma coisa que não somos. A verdade acaba sempre por se manifestar», começa por explicar.

O ator de 48 anos, que é casado com a ceramista Anna Westerlund, analisa de forma crítica e «com ironia»
«personalidades que têm enorme preocupação em não expor a sua vida mas que, perante a Vogue, o Expresso ou o Público respondem alegremente às perguntas mais indiscretas».

Atualmente no elenco da novela da TVI Prisioneira, Pedro Lima afirma que sempre se sentiu «respeitado pelas publicações mais populares» e que considera que essas mesmas publicações não têm «grande diferença» com as anteriormente referidas. «O facto de ontem ter partilhado que, na minha juventude e infância, não tinha condições para sair de Lisboa nas férias grandes não teve a intenção de demonstrar humildade. Humildade, para mim, é outra coisa», afirma.

Veja aqui o primeiro post de Pedro Lima

 

View this post on Instagram

 

Sinto que tenho aproveitado bem as oportunidades que a vida me tem oferecido. Tenho a família e o trabalho com que sonhei. Tenho amigos que cuidam bem de mim. Ser actor predispõe as pessoas a receber-me com atenção e a partilharem comigo o melhor que têm. Esta é a realidade de hoje. Sei que amanhã poderá ser outra e não dou nada como adquirido. Na minha infância e juventude sempre ouvi os meus amigos falarem das férias de verão no Algarve e nunca tive condições para sair de Lisboa. Agora a vida possibilita-me vir e proporcionar à minha família as tais férias que nunca tive. São cheiros, paladares, luzes e sons únicos que contribuem para um património de memórias que fazem a história das nossas vidas. A gratidão é um dos valores que mais orienta a minha vida. Por isso, obrigado a tudo e a todos os que me têm ajudado a chegar até aqui. #memoria#vida#gratidao#familia#trabalho#amigos#ferias#algarve

A post shared by Pedro Lima (@pedrolimaoficial) on

«Humildade, para mim, é ser-se consecutivamente eleito o melhor futebolista do mundo e ser sempre o primeiro a chegar ao treino e, no final, ficar a treinar pontapés livres sozinho. Acho que humildade, modéstia, discrição, sobriedade são conceitos que são muitas vezes confundidos uns com os outros e pouco claros na cabeça das pessoas», continua.

O ator refere ainda que se sente alvo de críticas por decidir expor publicamente a sua vida. «Sinto que há quem tenha um olhar reprovador pelo que decido partilhar publicamente mas desengane-se quem julga que sabe tudo sobre mim. Não cultivo é a rábula presunçosa do misterioso interessante que, na realidade, nada tem para esconder».

Leia aqui o texto na íntegra

 

View this post on Instagram

 

Não sou dono da verdade mas tenho as minhas opiniões. A propósito dos comentários ao post de ontem em que a leitura que fizeram foi de demonstração de humildade, gostava de partilhar algumas considerações. Acho que, nos tempos que correm, quem escolhe ser actor e trabalha em televisão tem de estar preparado para partilhar bastante verdade sobre a sua vida. Não podemos viver a ocultar o que é a nossa vida pessoal com o objectivo de cultivar uma imagem postiça e criar em quem se interessa por nós a ilusão de uma coisa que não somos. A verdade acaba sempre por se manifestar. Apenas sorrio com ironia quando observo personalidades que têm enorme preocupação em não expor a sua vida mas que, perante a Vogue, o Expresso ou o Público respondem alegremente às perguntas mais indiscretas. Eu sempre me senti respeitado pelas publicações mais populares com quem partilhei a parte da minha vida que escolho e não observo, em alguns resultados, grande diferença entre umas e outras. O facto de ontem ter partilhado que, na minha juventude e infância, não tinha condições para sair de Lisboa nas férias grandes não teve a intenção de demonstrar humildade. Humildade, para mim, é outra coisa. Humildade, para mim, é ser-se consecutivamente eleito o melhor futebolista do mundo e ser sempre o primeiro a chegar ao treino e, no final, ficar a treinar pontapés livres sozinho. Acho que humildade, modéstia, discrição, sobriedade são conceitos que são muitas vezes confundidos uns com os outros e pouco claros na cabeça das pessoas. A minha intenção ontem era mesmo agradecer à vida rica de experiências que tive e que me oferece tantas memórias para trabalhar como actor. Vivi em ambientes muito diversos, desde socialmente mais duros aos mais privilegiados. De uns e de outros guardo memórias, desde as mais dolorosas às mais alegres. De todas elas sei bem o que tenho partilhado e o que tenho guardado só para mim. Sinto que há quem tenha um olhar reprovador pelo que decido partilhar publicamente mas desengane-se quem julga que sabe tudo sobre mim. Não cultivo é a rábula presunçosa do misterioso interessante que, na realidade, nada tem para esconder. Por isso é que nunca pude aceitar ser entrevista

A post shared by Pedro Lima (@pedrolimaoficial) on

E é neste momento da narrativa que Pedro Lima refere que são essas as razões que o levaram a nunca ter aceitado ser convidado dos programas Alta Definição (SIC)e Conta-me como És (TVI). «A vida ensinou-me a estar com naturalidade em realidades muito diferentes. Por isso me sinto sempre tão bem recebido por onde vou passando. Porque sinto que me olham como um dos seus», conclui.

 

Texto: Raquel Costa | fotos: Arquivo Impala e redes sociais

 

Veja mais:
Quase cinquentão, Pedro Lima faz corar de vergonha miúdos de 20!
Pedro Lima surpreende com cara cheia de «FERIDAS E HEMATOMAS»

PUB
Top