“O que foi dito foi ridículo”: Joana Albuquerque reacende guerra com Cinha Jardim

Joana Albuquerque recebeu várias mensagens de seguidores sobre o facto de partilhar os “Diários” de “O Amor Acontece” com Cinha Jardim depois dos polémicos comentários desta no “Big Brother”.

28 Ago 2021 | 20:22
-A +A

Joana Albuquerque reavivou a polémica que protagonizou, no início do ano, com Cinha Jardim. Questionada por um seguidor sobre como consegue estar ao lado da socialite, nos “Diários” de “O Amor Acontece”, “depois de tudo o que falou e disse quando se referia” à jovem, durante o “Big Brother – Duplo Impacto”, a vencedora desse reality show da TVI fez questão de dizer que consegue separar as águas.

Em resposta àquele internauta, que chegou mesmo a apelidar Cinha Jardim de “asquerosa”, Joana Albuquerque começou por dizer: “É verdade que o que foi dito foi ridículo e já respondi a esses comentários assim que saí do programa, no ‘Extra’ que se seguiu.”

Depois, a beta de Cascais deixou um conselho a quem a segue nas redes sociais. “Nunca deixem de trabalhar por causa de outras pessoas, porque nos objetivos nunca ninguém me vai condicionar além de mim própria e pouco mais”, garantiu a comentadora de “O Amor Acontece”.

Joana Albuquerque revelou ainda que esta foi apenas uma das “várias mensagens” que recebeu sobre o facto de agora trabalhar ao lado de Cinha Jardim nos “Diários” do reality show da TVI. “Apenas queria esclarecer que nunca vou deixar de vir aqui por causa de outras pessoas”, assegurou, atirando que pensava que os seguidores “já tinham conhecimento” da sua postura, referindo-se à sua entrada no “Big Brother – Duplo Impacto”, onde diz que “mais uma vez” não deixou de ir “por causa de ninguém que pudesse encontrar”.

Esta última afirmação alude a Rui Pedro Figueiredo. Durante o “Big Brother – A Revolução” os dois acabaram por protagonizar fortes discussões. Já fora da casa mais vigiada do País, a jovem acusou o ex-colega de lhe ter feito ameaças de morte, algo que ele sempre negou. Apesar da guerra, os dois voltaram a partilham a mesma casa, desta vez enquanto participantes do “Big Brother – Duplo Impacto”.

Veja a mensagem escrita por Joana Albuquerque na nossa galeria.

 

A origem da polémica entre Cinha Jardim e Joana Albuquerque

 

Durante o “Big Brother”, Cinha Jardim, que era também comentadora desse reality show, fez duras críticas a Joana Albuquerque, tendo chegado a usar o aspeto físico da concorrente como argumento.

Aquando do fim da edição subintitulada de “Duplo Impacto”, a beta de Cascais esteve no “Extra”, como a própria referiu agora no esclarecimento que fez. E foi lá que lançou algumas farpas a Cinha Jardim, ainda que sem nunca mencionar o nome desta.

“Tomei conhecimento de que houve alguns comentários acerca do meu aspeto físico. Acho uma falta de noção e uma falta de respeito, principalmente. Nós vivemos no século XXI, muito influenciados por aquele padrão que devemos atingir. E é de uma tremenda falta de respeito para quem se está a exibir num ‘Big Brother’… Eu não estou lá para me chamarem bonita ou feia. Estou lá para me julgarem pelo que sou como pessoa”, afirmou Joana Albuquerque.

“Tinha as pessoas em melhor consideração do que comentários sobre o meu aspeto físico. Acho isso um golpe baixo. Eu não preciso de ser perfeita, não preciso de ser modelo para ir para a televisão. Todas as mulheres são lindas à sua forma e eu não ando a fazer juízos de valor”, acrescentou.

 

Mafalda de Castro pediu desculpa a Joana Albuquerque

 

Mafalda de Castro, que estava a apresentar o “Extra” ao lado de Alice Alves, apressou-se a justificar o sucedido. “Isso que aconteceu foi um momento isolado, até porque nós, aqui, no ‘Big Brother’, já promovemos essa mesma discussão, já falámos disso. Tenho a certeza de que isso foi um comentário isolado”. Por sua vez, Joana Albuquerque continuou: “Sim, mas temos de acabar com esses comentários isolados. Isso pode criar uma revolta e originar ainda mais comentários. As pessoas têm de ter noção que estão aqui e que há muitas pessoas a ver que podem ver naquele comentário um exemplo do que podem ou não fazer”.

“É preciso medir as palavras. Uma coisa é julgarem os meus atos. Se fui exagerada, se fui ‘drama queen’, estão à vontade. Isso a mim não me ofende. Mas, estarem a falar do meu aspeto físico, sobretudo quando já sofri de bullying pelo meu aspeto físico, magoa-me tremendamente”, disse ainda Joana Albuquerque. Mafalda de Castro concluiu: “Pedimos desculpa por isso. Nós promovemos sempre uma imagem positiva.”

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB