“Não me contem”: A Pipoca Mais Doce ‘desamigou’ ex-marido e justifica decisão radical

A Pipoca Mais Doce deixou de seguir o ex-marido, Ricardo Martins Pereira, nas redes sociais porque entende que isso ajuda “muito” a superar a separação. “Vida que segue”, diz Ana Garcia Martins.

11 Jul 2021 | 17:11
-A +A

A Pipoca Mais Doce, como é conhecida Ana Garcia Martins, explicou a razão por que ‘desamigou’ o ex-marido, Ricardo Martins Pereira, das redes sociais e revelou que ainda não está totalmente recuperada. Além de se ter divorciado recentemente, depois de um casamento de vários anos, a ex-comentadora do “Big Brother” também perdeu o pai no início de junho.

Numa sessão de perguntas e respostas com os fãs, na rede social Instagram, um dos seguidores questionou se retirar o ex, que entretanto já tem uma nova namorada, das redes sociais ajudava a superar a separação. “Muito. Sou muito pela política do ‘não vejo, não sei, não procuro, não quero saber, não me contem’. Vida que segue”, respondeu.

Quando outro internauta lhe perguntou se tem momentos em que fica muito triste e se gostava que tudo ficasse bem novamente, a ex-comentadora do reality show da TVI explicou: “Tenho momentos em que me sinto triste, óbvio, mas sei que isso está muito mais ligado à morte do meu pai do que a qualquer outra coisa”. A seguir, acrescentou: “Quanto ao ficar tudo bem novamente, acho que vai ficar. Mas isso não implica de todo um regresso ao passado. O Pedro Chagas Freitas que há em mim diria que só tenho olhos para o futuro”.

A Pipoca Mais Doce referiu ainda como se sente atualmente, em resposta a um fã que lhe perguntou se estava bem. “Como eu dizia ontem a uma pessoa, acho que a minha curva de tristeza desceu a pique, entretanto achatou e, neste momento, está a começar a subir muito lentamente. Ou seja, não estou louca de felicidade, mas acho que posso dizer que estou bem”.

Nesta sessão de perguntas e respostas com os seguidores, um deles quis ainda saber se Ana Garcia Martins tenciona casar-se outra vez. “Assim de repente, não, não, não, não, não, não, não. Mas se for a pessoa certa e o pedido certo…”, disse, deixando no ar a possibilidade de voltar a subir ao altar. Enquanto “o tal” não chega, conforme disse, “podemos sempre ir passando o tempo com os errados”. “É só uma teoria. Segue quem quer”, concluiu A Pipoca Mais Doce.

Percorra a galeria e veja as respostas às questões colocadas a Ana Garcia Martins.

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: reprodução redes sociais

PUB