“Medo, inquietação e repulsa”. Jornalistas da RTP vítimas de assédio de homem de 72 anos

Quatro jornalistas da RTP, entre as quais Ana Lourenço, foram vítimas de um homem que lhes enviava cartas de cariz sexual. Homem foi condenado.

02 Jun 2022 | 12:30
-A +A

Quatro jornalistas da RTP foram perseguidas por um homem de 72 anos. O caso chegou a tribunal e o criminoso foi condenado a um ano e cinco meses de pena suspensa por dois crimes de perseguição e dois de importunação sexual.

Ana Lourenço, Sandra Pereira, Ana Barros e Inês Gonçalves apresentaram queixa depois de terem recebido cartas de amor e/ou de cariz sexual. Afirmaram sentir “medo, inquietação e repulsa” e confessaram temer serem “surpreendidas pelo autor das cartas durante a noite”.

O homem, um alfaiate reformado de Póvoa de Lanhoso, foi ainda condenado pelo Tribunal de Braga a pagar 500 euros a cada uma das ofendidas. Ao juiz, alegou que enviava cartas às jornalistas da RTP por se sentir sozinho desde que se aposentou, em 2016, e ainda para “testar” as suas capacidades de sedução, revela o Observador.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

PUB