Portugal ajuda! Margarida comoveu o país no dia de Natal e gerou onda de solidariedade

Margarida Fontes, a menina açoriana que sofre de uma grave doença pulmonar, já tem motivos para sorrir. A reportagem da TVI, emitida no dia de Natal, está a gerar uma onda de solidariedade.

27 Dez 2019 | 21:50
-A +A

A história de Margarida Fontes, menina açoriana que protagonizou a reportagem de Alexandra Borges, emitida pela TVI no Dia de Natal, comoveu os portugueses e está a gerar uma onda de solidariedade.

A menina de sete anos que sofre de uma grave doença pulmonar que a impede de respirar naturalmente, precisa de realizar uma cirurgia que só existe, em Boston, nos Estados Unidos da América, que os pais não conseguem pagar.

Depois da reportagem da jornalista da TVI, a empresa Ambatlantico Ambulâncias juntou-se à causa e pretende oferecer as viagens iniciais da menina que vive nos Açores, até ao Boston Children’s Hospital, onde poderá realizar a cirurgia que necessita.

A reportagem que comoveu os portugueses

A TVI reservou para o Dia de Natal a emissão de uma reportagem muito especial. Logo depois do Jornal das 8, o canal de Queluz de Baixo coloca em antena uma reportagem da autoria de Alexandra Borges que conta a história de uma menina com um grave problema de saúde.

Margarida Fontes tem apenas sete anos mas conta com uma enorme experiência de vida, devido à grave doença crónica diagnosticada há cerca de um ano. Essa condição de saúde impossibilita-a de ter uma vida chamada «normal» e obriga-a a depender de um tubo de oxigénio 24 horas por dia.

A cirurgia que pode salvar Margarida

A criança, que é natural dos Açores, está na lista de espera por um transplante pulmonar, que só poderá ser feita em Barcelona, Espanha, apenas quando completar 11 anos. Porém, existe a possibilidade de fazer essa mesma operação sem essa espera nos Estados Unidos, onde não existe o requisito da idade e, por isso, poderia ser operada imediatamente.

O elevado custo desta cirurgia impossibilita esta família de sonhar mais alto. O pai é pedreiro e a mãe foi obrigada a despedir-se para garantir que, ao longo de todo o dia, o oxigénio nunca falte à filha. Em vez de ficar de braços cruzados, Margarida tem utilizado a doença para inspirar outras pessoas. A jornalista Alexandra Borges confessa ter ficado «completamente apaixonada» por esta menina após fazer a reportagem.

Texto: Sofia Santos Cardoso e Inês Borges | Fotos: Cedidas por Alexandra Borges

 

Veja mais:
TVI promete parar o país no Dia de Natal com emocionante reportagem de Alexandra Borges!
Alexandra Borges eleita Melhor Jornalista/Repórter e fala em «liberdade de informação»

PUB
Top