Madonna em discurso emocionado

A cantora venceu um prémio e falou da desigualdade entre mulheres e homens

16 Dez 2016 | 16:09
-A +A

MADONNA foi considerada a Mulher do Ano 2016, segundo a Billboard.

Ao subir ao palco, a artista fez um discurso emocionante – e emocionado! – , que levou às lágrimas muitos dos presentes. “Obrigada por me reconhecerem, em continuar a minha carreira de 34 anos, encarando misoginia descarada, machismo. bullying e abuso rígido (…) Quando me mudei para Nova Iorque, eu era uma adolescente. Foi em 1979, e Nova Iorque era um lugar assustador. No primeiro ano, apontaram-me uma arma, fui violada numa varanda, com uma faca apontada ao pescoço e o meu apartamento foi assaltado tantas vezes, que parei de trancar a porta. Nos anos seguintes, perdi quase todos os meus amigos com SIDA, ou drogas, ou tiros (…) tudo o que eu tenho é um presente de Deus, e mesmo essas coisas complicadas que me aconteceram, e que ainda acontecem, são presentes também. Ensinaram-me lições e fizeram-me mais forte”, contou.

Mas o discurso, de quase dez minutos, teve outros momentos altos: “Quando me tornei famosa, saíram fotos minhas na Playboy e na Penthouse. Fotos para escolas de arte, para as quais posei na época, porque precisava de dinheiro (…) Esperavam que eu me envergonhasse quando essas fotos saíram, mas não me envergonhei ,e isso confundiu as pessoas (…) As mulheres não têm a mesma liberdade que os homens (…) As mulheres têm sido tão oprimidas, há tanto tempo, que elas acreditam no que os homens dizem sobre elas (… ) enquanto mulheres, devemos  começar a apreciar o nosso próprio valor e o valor de cada um. Procurem mulheres fortes para ser vossa amiga, para aprender com ela, para ser inspirada, para colaborar com ela, para apoiar, para ser iluminada”, desabafou.

A cantora agradeceu ainda a todos os que nunca a abandonaram, pois garante que foram todos muito importantes para si.

 

 

PUB
Top