João Neves acusado de ser «MACHISTA» e «GROSSEIRO»

As primeiras experiências no campo para as concorrentes de Quem Quer Namorar com o Agricultor?, da SIC, não foram as melhores para todas as envolvidas.

19 Mar 2019 | 22:20
-A +A

As primeiras experiências no campo para as concorrentes de Quem Quer Namorar com o Agricultor?, da SIC, não foram as melhores para todas as envolvidas. Em Vinhais, Raquel FernandesSusana Ferreira Patrícia Santos tiveram não só de lidar com as tarefas agrícolas mas também com Dona Zélia.

A mãe do agricultor Ivo Pires promete não dar tréguas às pretendentes do filho, especialmente a Raquel. «Ai tens desenhos?», pergunta-lhe, quando soube que a empregada de mesa tinha tatuagens. «Então já levas! Já não te quero. Acho muito feio porque eu sou antiquada», justificou. Ainda assim, Dona Zélia quis saber mais. «Diz lá: quantas tens?». «Tenho 12». «Credo, Maria santíssima!», atirou.

Mais tarde, ficou a saber que a jovem de Portimão tem uma filha. «A Raquel, com um filha de quatro anos, em minha casa, não. Não aturo filhos de ninguém», prosseguiu, acrescentando ainda que «por causa do cigarro», não a acha uma boa namorada para Ivo. «Em minha casa não se fuma».

Mais uma vez, foram os animais que conquistaram Raquel, Susana e Patrícia. «Olha a maneira como elas abanam as ancas… É a Beyoncé das galinhas», disse Patrícia.

João Neves, «machista» e «grosseiro»

O agricultor de Elvas não teve mãos a medir na primeira manhã em que Isabel Almeida, Ângel Magalhães e Ana Paula Ferreira dormiram em sua casa. Ao ver que as pretendentes não se levantaram a horas «decentes» para alimentar os animais, decidiu acordá-las ao som de um sino estrategicamente pendurado à porta de casa. «Aqui não se vem para uma casa de férias», explicou.

A iniciativa não foi bem recebida. «Acho o João uma pessoa grosseira», disse uma. «É machista», atirou outra.

Indiferente às opiniões, o agricultor dedicou-se a «educar» o trio para as tarefas de campo. «Vamos a despachar! Vai meninas! Não estamos aqui a brincar», ia gritando. «Ó princesa, essa roupa não dá para ir para ali. Vai andar na terra!», avisou a Ana Paula.

Liliana quer regressar a casa

A discussão iniciada na primeira noite que passaram na quinta de João Menezes em Montemor-o-Novo estendeu-se ao dia seguinte, com Liliana Leitão e Raissa Sandes a não se entenderem.«Porque é que ela fala comigo sozinha uma coisa e à frente das câmaras fala outra?», pergunta a primeira.

Raissa tenta resolver o mal-entendido, com João a sentir que o mundo «desabou» em sua casa. «Tirem-me deste filme!», pede.

No final, Liliana mantém a postura: «A minha decisão continua igual. Eu vou-me embora. Não consigo lidar com falsidades», explica, referindo-se a Raissa.

Diversão acima de tudo

Já nos Açores, na quinta de João Bettencourt na ilha Graciosa, o ambiente é de harmonia, com Paula Lopes e Beatriz Mões a divertirem-se na companhia do agricultor.

«Quero ordenhar uma vaca a sério», pede Beatriz. «Com aquele calçado e aquela roupa não vai correr bem»,  diz Bettencourt. «Eu tropeço, mas não caio», responde a pretendente, entre risos. «Vou batizar as vacas todas com nomes de jogadores da bola. Uma vai ser o Jonas, outra o Rúben Dias, outra o [João] Félix!».

Paula acabou por confessar: «Não quero ir para casa, quero ver o que ele tem mais para nos mostrar».

Colher de pau e panela

À semelhança de João Neves, também Filipe Camejo mostrou que vida de agricultor não se compadece com ficar na cama até tarde. Mas, em vez de um sino, recorreu a uma colher de pau e uma panela para fazer barulho e acordar Soraia AraújoInês Martins e Sandra Macedo.

Na Aldeia da Ponte, na Guarda, as três candidatas acabaram por ir conhecer os cavalos de Camejo. O agricultor transportou-as na traseira de uma carrinha aberta. «Ele sabe a carga que leva», valorizaram.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top