“Há risco de morte súbita”: Filho de Tatiana Oliveira e Bruno Fernandes tem doença rara

Tatiana Oliveira faz um relato duro do último ano, marcado pela morte repentina da mãe e o nascimento do filho, Artur, a quem foi diagnosticada uma doença rara que pode ser fatal. Ela conta tudo!

15 Out 2021 | 8:13
-A +A

Tatiana Oliveira e Bruno Fernandes celebraram as bodas de papel no passado dia 8 de outubro. A enfermeira falou com a TV 7 Dias e fez um balanço deste último ano, que deixou marcas na jovem de Santa Maria da Feira. “Foi um ano intenso a todos os níveis. E ficámos ainda mais próximos porque o Bruno tem sido o meu grande apoio. Tudo o que aconteceu me fez perceber ainda mais que é o homem certo”, diz a ex-concorrente de “Casados à Primeira Vista”.

A vida tem sido madrasta para Tatiana Oliveira, que, mesmo depois de todas as provações que passou, tenta manter-se positiva. Depois de ver a mãe morrer um mês antes de conhecer o seu primeiro neto, a ex-participante do programa da SIC viveu momentos de angústia depois de dar à luz o filho, Artur.

“O nosso menino teve duas semanas nos cuidados intensivos mais duas na pediatria, teve um mês internado. Nos primeiros tempos não sabíamos o que se passava, foi muito angustiante porque 24 horas após nascer teve convulsões e não se sabia a razão. Um recém nascido ter convulsões é uma coisa muito grave”, começa por contar a recém-mamã à TV 7 Dias.

Depois de uma semana a de desespero a fazer exames, os médicos chegaram a um diagnóstico. “Chegaram à conclusão que ele tem uma doença muito rara, é hiperecplexia, ou doença do sobressalto. Ele é muito sensível ao som e ao toque. É uma doença que tem uma mutação num gene e provavelmente é hereditária”, explica a mulher de Bruno Fernandes, realçando que o casal “está ainda a fazer um estudo genético” para comprovar. “Ele tem todos os sintomas dessa doença. Quando ouve um som mais alto, tem uma espécie de convulsão”, afirma.

Coincidentemente neste momento, Artur tem uma crise e Tatiana Oliveira, enquanto falava com a TV 7 Dias, fez rapidamente a manobra necessária para “salvar” o bebé. “Quando ele tem estes episódios temos de fazer logo uma manobra, que foi o que acabei de fazer. A manobra é basicamente pô-lo numa posição em que parece que está na barriga da mãe e ele consegue relaxar. Devo ter falado um bocadinho mais alto e ele reagiu. Isto acontece, se eu deixar cair o telefone ou abrir uma porta, ele reage. Ele faz medicação três vezes por dia para relaxar porque há risco de morte súbita porque contrai os músculos de tal forma que pode contrair a garganta e asfixiar”, conta a enfermeira, no tom calmo que lhe é característico.

Há apenas 150 casos no mundo com esta patologia e Bruno Fernandes e Tatiana Oliveira foram “obrigados” a adaptar a sua vida para que Artur se sinta o mais calmo possível.

 

Leia na íntegra o testemunho impressionante de Tatiana Oliveira na edição desta semana da TV 7 Dias. O momento em que foi separada do seu bebé no hospital, a nova rotina e as saudades da mãe, que morreu pouco antes de conseguir ver nascer o primeiro neto, são alguns dos assuntos. Já nas bancas!

 

TV 7 Dias

 

Texto: Maria Inês Gomes (ines.gomes@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala e Reprodução Instagram

PUB