Diana Chaves mostra momento único e especial da filha e do enteado

Diana Chaves encantou tudo e todos ao partilhar um momento raro, cheio de cumplicidade, da filha Pilar com o irmão, Rodrigo, fruto da antiga relação de César Peixoto e de Isabel Figueira

20 Set 2021 | 18:05
-A +A

O momento é raro, mas mostra uma enorme cumplicidade entre irmãos. Diana Chaves mostrou aos seguidores uma fotografia única de Pilar e Rodrigo. Na imagem partilhada no Instagram vê-se o “mano” mais velho, Rodrigo, de 15 anos, a abraçar e levantar no ar a menina mais nova da família, Pilar, de nove anos.

“Manos”, com dois Emojis em forma de coração, escreveu simplesmente a estrela das manhãs da SIC na legenda da fotografia. Esta é uma foto rara do filho de César Peixoto, atual companheiro de Diana Chaves, e de Isabel Figueira.

Os fãs ficaram enternecidos com este momento. A caixa de comentários encheu-se de corações e comentários a elogiar a relação carinhosa entre irmãos: “Que fofura”, “que encanto”, “tão bom”, “existe lá coisa mais bonita”.

Rodrigo é o único filho da antiga relação do futebolista e da DJ. Após a separação Isabel Figueira deu à luz Francisco, fruto do namoro com João Sotto Mayor e César Peixoto foi, ao lado de Diana Chaves, pai de Pilar.

 

Diana Chaves revela pormenores inéditos do nascimento da filha

Diana Chaves revelou uma curiosidade sobre o nascimento da filha, no “Casa Feliz” a 9 de setembro. A atriz e apresentadora esteve a conversar com João Baião e partilhou vários pormenores da sua experiência no parto.

“A minha barriga só apareceu lá para os cinco meses”, começou por dizer, acrescentando ainda que teve Pilar de parto natural. “Custou muito?”, quis saber o apresentador. “Nada. Adorei! Quando conto isto, as pessoas… ‘Tens a certeza?’ E eu ‘absoluta’”, disse, acrescentando: “Levei epidural, não me custou nada. Adorei. Estava lá a família toda. Na altura ainda se podia, não é?”

Diana Chaves contou ainda que o companheiro, César Peixoto, assistiu ao parto. “Atenção, a minha médica não deixa assistir aos partos de frente. Ele estava ao meu lado, nervoso, quase a desmaiar, mas não desmaiou”, recordou, bem disposta, fazendo depois uma revelação a João Baião. “Sabes uma coisa curiosa? Ela nasceu como os peixinhos cheios de fome. Assim…”, disse, imitando os peixes a abrir e a fechar a boca. “Sai mesmo à mãe”, acrescentou, soltando uma gargalhada.

Leia mais aqui.

 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Impala e reprodução Instagram

PUB