Cristina Ferreira contra Conselho Nacional de Saúde: «Queria que encerrassem as escolas»

Cristina Ferreira reagiu ao adiamento da decisão de encerramento de todas as escolas do país, devido à pandemia do Coronavírus. A apresentadora mostra-se contra parecer de organismo governamental.

12 Mar 2020 | 10:50
-A +A

Cristina Ferreira usou as redes sociais para expor a sua opinião em relação à decisão de, para já, não encerrarem as escolas, na sequência da pandemia do Coronavírus – declarada esta quarta-feira, 11 de março, pela Organização Mundial de Saúde. A apresentadora das manhãs da SIC começou por dizer que «como mãe queria muito que tivessem dito que encerravam as escolas», decisão que deveria ter sido tomada quarta-feira, 11 de março, sendo adiada para esta quinta-feira, 12 de março, e só será tomada depois da reunião do Conselho de Ministros que acontece esta manhã.

O Conselho Nacional da Saúde Pública comunicou esta quarta-feira, 11 de março, não considerar para já necessário fechar todos os estabelecimentos escolares, algo que não agradou à Associação de Dirigentes Escolares.  Cristina Ferreira apela ainda ao bom senso e ao cumprimento das medidas de prevenção que nos são impostas «por quem nos dirige».

«Como profissional gostava muito de amanhã trabalhar a partir de casa. Como cidadã tenho apenas o dever de cumprir aquilo que é estipulado por quem nos dirige e sabe mais do que eu. Estamos a atravessar uma pandemia. Como disse o Rodrigo [Guedes de Carvalho] estamos todos no mesmo barco e não sabemos para onde vai. Cumpramos. Pensemos. Em nós e nos outros», acrescenta.

Para a apresentadora é ainda importante realçar e agradecer à «quantidade imensa de profissionais que estão a dar o seu melhor. Correndo riscos. Acabou agora a conferência de imprensa com a Dra. Graça Freitas e a ministra Marta Temido. Imaginemo-nos no lugar delas. Só lhes devo um obrigada.»

O surto do Covid-19 já provocou mais de 4 200 mortos por todo o mundo, tendo infetado mais de 117 mil pessoas nos cerca de mais de uma centena de países afetados por esta pandemia. Em Portugal, estão já confirmados 59 casos de infeção pelo novo coronavírus.

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR

Leia ainda:
Carolina Patrocínio com medo do coronavírus: deixa de trabalhar e fecha-se em casa!
Coronavírus: Estes são os conselhos da Direção-Geral de Saúde que todos devem seguir

PUB