Cristiano Ronaldo em nova polémica: Construção na mansão do Gerês vai ser destruída

A casa que Cristiano Ronaldo tem no Gerês está no centro de uma nova polémica. Parte da construção e um campo de ténis terão de ser demolidos por violarem regras urbanísticas.

16 Out 2021 | 11:50
-A +A

A propriedade de Cristiano Ronaldo no Gerês, mais concretamente junto à albufeira da Caniçada, em Valdosende, não está completamente legalizada e, por isso, parte da construção vai ter de ser demolida. A notícia foi avançada no programa da RTP1 “Sexta às 9” e confirmada pelo presidente da Câmara de Terras de Bouro, Manuel Tibo.

Além deste anexo, será ainda alvo de destruição um campo de ténis. Ambas violam as regras urbanísticas em zona de “reserva ecológica nacional e domínio hídrico”. A casa principal mantém-se.

“A casa em si não será demolida, porque foi devidamente licenciada. Esta decisão diz respeito a uma construção, feita posteriormente, fora do espaço em que podia ser construído”, explicou o autarca ao jornal “O Amarense”.

 

Cristiano Ronaldo demoliu polémica marquise

 

Há cerca de dois meses, Cristiano Ronaldo viu-se obrigado a demolir uma marquise que tinha mandado construir no apartamento de luxo que tem em Lisboa e que, dias antes, esteve na origem de uma grande polémica, quando o arquiteto responsável pelo projeto, José Mateus, denunciou a ilegalidade. Nesta marquise, Cristiano Ronaldo tinha montado um ginásio para o craque e a família.

Esta penthouse de 7,3 milhões de euros, situada mesmo em frente ao Parque Eduardo VII, é considerada o apartamento mais caro de Portugal. Tem cerca de 300 metros quadrados, uma ampla piscina com vista panorâmica sobre Lisboa e localiza-se no 13.º andar. Segundo uma publicação diária, a residência está totalmente ao gosto do craque português, que contratou cinco decoradores para embelezar o seu lar. Pode ver tudo aqui.

 

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: reprodução RTP e redes sociais

PUB