Chorrilho de críticas: Luísa Castel-Branco destrói Bruno após choque no “Big Brother”

Luísa Castel-Branco criticou duramente Bruno Almeida, concorrente do “Big Brother”, depois de este ter reencontrado o pai na gala passada do reality show da TVI. “É uma vítima profissional”, disse.

06 Dez 2021 | 22:33
-A +A

Luísa Castel-Branco não poupou críticas a Bruno Almeida, concorrente do “Big Brother”, na sequência da gala deste domingo, 5 de dezembro, do reality show da TVI. Na emissão desta segunda-feira de “Dois às 10”, a escritora não só comentou o reencontro entre o arquiteto e o pai deste – marcado pelo choque do jovem – como apontou seriamente o dedo àquele que apelida de “menino mimado”.

Antes das duras críticas a Bruno Almeida, Luísa Castel-Branco destacou o facto de o pai do concorrente do “Big Brother” ter aparecido novamente numa gala depois de, na “Curva da Vida” do seu filho, este ter exposto uma alegada má relação entre ambos.

“Acho que é preciso ser um ser humano impressionante para se sujeitar novamente a isto”, opinou a comentadora do “Big Brother”, recordando o que o concorrente dissera acerca do progenitor semanas antes. “Ele [Bruno Almeida] disse um acervo de coisas que são muito esquisitas. Este mesmo homem que se sujeita a estar em televisão nacional [o pai] não tem nada que ver com o relato que ele [filho] fez na história da vida dele”, reconheceu Luísa Castel-Branco.

E, depois, surgiu a primeira de muitas críticas feitas ao concorrente do reality show da TVI. “Acho que ele é o calimero profissional e não acho sequer que ele seja boa pessoa. Mudei completamente a opinião que tenho sobre ele”, atirou a escritora.

Cláudio Ramos, que conduz o “Big Brother” com Manuel Luís Goucha e “Dois às 10” com Maria Botelho Moniz, interveio para concordar com o que acabara de ouvir. “Este pai não é o pai que o Bruno nos vende quando fala do pai”, admitiu o apresentador.

“É a antítese”, concordou Luísa Castel-Branco, mesmo antes de voltar a apontar o dedo ao morador da casa mais vigiada do País. “Ele vê a vida assim, porque ele é uma vítima profissional. Ele sente-se uma vítima. [É] Uma pessoa que tem uma orientação sexual que não é a da maioria e, obviamente, terá tido dificuldades. A partir daí, encostou-se a um canto, como vítima. E vê a vida através disso.”

“Quando o pai diz que tentou, durante anos, falar com ele, eu acredito perfeitamente. Até porque nós sabemos como são os filhos e há uma época em que eles estão ali para chocar connosco. É suposto isso acontecer, mas é extremamente doloroso”, acrescentou a comentadora do “Big Brother”.

Contra a postura de Bruno Almeida no jogo, a escritora assumiu que, “no princípio, tinha uma opinião” sobre o participante. “Depois, mudei e, recentemente, mudei novamente”, disse Luísa Castel-Branco. “E qual é a que tens agora?”, quis saber Cláudio Ramos. O que se seguiu não deixou margem para dúvidas: “Acho que ele é egoísta, menino mimado e está constantemente a levar para um lado e a trazer de outro. Não acho que ele mereça, de forma alguma, estar na final.”

Bruno Almeida é um dos nomeados desta semana e está, por isso, em risco de abandonar o “Big Brother” já no próximo domingo. Além deste, lutam pela permanência na casa mais vigiada do País, Débora Neves, Joana Schreyer e Rui Pinheiro.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução TVI e redes sociais

PUB