50 horas sem parar: Locutoras da Renascença fazem emissão inédita e nós estivemos lá

Ana Galvão, Filipa Galrão e Joana Marques são as vozes da iniciativa “Três Por Todos”. Ao longo de 50 horas, sem parar, as locutoras da Rádio Renascença conduzem uma emissão com um fim solidário.

18 Jun 2021 | 19:20
-A +A

Chama-se “Três Por Todos” e é levada a cabo pela Rádio Renascença. A iniciativa tem três rostos (ou, melhor dizendo, vozes) – Ana Galvão, Filipa Galrão e Joana Marques – e um fim solidário: apoiar a União Audiovisual, que ajuda profissionais do espetáculo afetados pela pandemia da COVID-19.

Numa ação inédita e inovadora, as três locutoras conduzem, sem parar, uma emissão de mais de 50 horas – começou na passada quarta-feira, 16 de junho, e só termina na noite desta sexta-feira, 17 – e com dezenas de figuras públicas associadas à causa.

É o caso do ator Diogo Infante e das apresentadoras Fátima Lopes, Maria Botelho Moniz e Inês Lopes Gonçalves, com quem a TV 7 Dias conversou durante a nossa passagem pela Praça D. Pedro IV, no Rossio, Lisboa, onde está instalada a iniciativa “Três Por Todos”.

 

 

A última, aliás, foi apresentada naquela tarde como o novo reforço da Rádio Renascença. Saída da Antena 3, a radialista junta-se, durante o verão, a Ana Galvão, Filipa Galrão e Joana Marques no programa “As Três da Manhã”.

 

 

HMB, Buba Espinho, Paulo de Carvalho, Marisa Liz e Cátia Goarmon foram algumas das personalidades presentes nas primeiras horas da ação solidária. Carolina Deslandes, Roberta Medina, Joana Barrios, Virgul, Beto, Noble, The Gift, Rui Miguel Tovar, Paulo Gonzo, Fernando Tordo, Tim e Inês Castel-Branco deslocaram-se ao Rossio no segundo dia. No último, passaram por lá nomes como Nena, Miguel Ângelo, Elisa, Joana Espadinha, Nuno Ribeiro, Ana Bacalhau, Justa Nobre, Blaya, Paulo Battista, José da Câmara, Luis Montez, The Black Mamba, João Moleira e Ricardo Araújo Pereira.

 

Texto: Dúlio Silva; Reportagem: Joana Caçador; Vídeo: Fábio Lopes; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top