Coronavírus: 5 para a meia-noite sem público e mais uma baixa em Got Talent Portugal

A próxima emissão de 5 para a meia-noite será a primeira na história do formato sem público na plateia. Filomena Cautela vai conduzir, portanto, um programa «diferente de tudo» o que foi feito.

12 Mar 2020 | 18:50
-A +A

A RTP apertou as medidas de prevenção de contágio do novo coronavírus. Depois de ter dispensado a presença de figurantes nos programas diários – Praça da Alegria, apresentado por Sónia Araújo e Jorge Gabriel, e A Nossa Tarde, conduzido por Tânia Ribas de Oliveira – a estação pública de televisão prescindiu do público nos programas semanais.

Assim, a emissão desta quinta-feira de 5 para a Meia-Noite, com início marcado para as 22h38, será feita sem figurantes. Será a primeira vez que tal acontece na história do late night show, como vincou Filomena Cautela, que apresenta o programa ao lado de Inês Lopes Gonçalves, numa mensagem partilhadas nas redes sociais.

Nela, a anfitriã do formato da RTP1 mostra «pela primeira vez» aos fãs «uma parte do guião do programa». O excerto mostra como Filomena Cautela iniciará a emissão: «Seguimos o plano de contingência, malta, e, pela primeira vez na história do 5 para a meia-noite, o programa não terá público presente na plateia em estúdio. Portanto, hoje, o programa será diferente de tudo o que fizemos até aqui e acho que a conjuntura assim o obriga.»

«Mas digo só mais isto. É nestas alturas que, quando se questionam se faz sentido um programa de humor, dizemos com certeza que nada faz mais sentido que nestas alturas estarmos aqui, com a piada mais trabalhada ou a macacada mais elementar, para nos relembrar da nossa humanidade e para nos afastar do pânico e do medo que só embrutece», pode ainda ler-se.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Pela primeira vez partilho uma parte do guião do programa convosco. Hoje há 5. Para ver do início ao fim. Que me dizem?

Uma publicação partilhada por Filomena Cautela (@filomenacautela) a

 

No sofá de 5 para a meia-noite, Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves recebem, esta noite, o humorista Nuno Markl, o jornalista Vítor Gonçalves e as cantoras Elisa e Marta Carvalho, respetivamente intérprete e compositora do tema Medo de Sentir, vencedor do Festival da Canção 2020 e que vai representar Portugal na próxima edição do Festival Eurovisão da Canção.

Depois, Vai-se a Ver e Nada, que José Pedro Vasconcelos conduz às sextas-feiras, e Prova Oral, com Fernando Alvim como anfitrião às terças-feira, seguem as mesmas diretivas e não terão público nas próximas emissões.

 

Nova baixa em Got Talent Portugal

 

A segunda gala de Got Talent Portugal, emitida pela RTP1 no próximo domingo à noite, não vai ter presença de público em estúdio. A decisão foi tomada pela estação pública de televisão e pela FremantleMedia Portugal como medida de prevenção contra o coronavírus. Agora, foram os STOMP a cancelar a sua participação no programa.

Fonte conhecedora do talent show apresentado por Sílvia Alberto conta à TV 7 Dias que o grupo britânico deveria atuar na semifinal do concurso de dia 15 de março, mas aboliram a sua presença nas instalações da Valentim de Carvalho, em Paço de Arcos, a partir de onde o programa é emitido.

Os STOMP tinham ainda espetáculos marcados, até dia 15, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, e de 2 a 4 de abril no Coliseu do Porto. Foram todos cancelados. «Os Stomp e a UAU tomaram a decisão conjunta de adiar os espetáculos em agenda, como forma responsável de ajudar as instituições e cidadãos no combate a esta pandemia. Conscientes do impacto da mesma na sociedade e com a forte certeza de que deve ser tratada com o máximo respeito, a UAU e os Stomp unem forças na luta contra esta fatalidade de dimensão global», anunciam.

Got Talent Portugal, que tem como jurados Manuel Moura dos Santos, Cuca Roseta, Sofia Escobar e Pedro Tochas, contará, ainda assim, com a atuação de Elisa.

Lenny Jay, que veste a pele de Michael Jackson, era convidado especial da primeira gala do Got Talent Portugal, na noite do passado dia 8, mas a produtora e a RTP decidiram cancelar por o artista ter estado em Milão.

«Por questões de segurança e saúde pública, a produtora Freemantle e a RTP decidiram cancelar a presença do convidado especial da primeira gala em direto nos Estúdios Valentim de Carvalho, em Paço de Arcos (Oeiras), visto Lenny Jay estar em Milão, um dos principais focos do vírus», referiu, na altura, fonte da produtora à TV 7 Dias.

 

VEJA TAMBÉM:
Coronavírus: Primeiro paciente curado em Portugal
Coronavírus: Assunção Cristas está de quarentena
Colega de Ronaldo infetado por coronavírus

 

Texto: Ana Filipe Silveira e Dúlio Silva; Fotografias: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top